ASSOCIAÇÃO PARANAENSE DOS HEMOFÍLICOS

MITOS E VERDADES

A hemofilia é a falta de coagulação do sangue que acarreta em hemorragias, internas e externas.
Se não cuidados, esses sangramentos podem tornar-se uma ameaça à vida ou causar deficiências físicas.

A mulher pode ser portadora da hemofilia.

A mulher pode ter o gene da hemofilia, mas sem manifestações. Assim, ela tem 50% de chance de gerar um filho hemofílico e 50% de chance de uma filha portadora.

A hemofilia pode ser contraída em qualquer idade.

A hemofilia é uma doença genética hereditária, por isso, quem tem já nasce com ela, mesmo que as manifestações da doença apareçam mais tarde.

A expectativa de vida dos hemofílicos é alta.

Hoje, com o tratamento disponível, feito de maneira correta, a expectativa de vida do hemofílico é praticamente a mesma que de pessoas não hemofílicas.

A pessoa com hemofilia pode sangrar até morrer.

Quem tem hemofilia não sangra mais que outras pessoas, apenas por mais tempo e nem todo sangramento é um risco à vida. Porém, sem o tratamento adequado, preventivo e imediato, os sangramentos podem causar danos.

A hemofilia é contagiosa.

Por ser uma doença hereditária, a única forma de transmissão é através dos genes de pais para filhos. Alguns casos não possuem a hereditariedade, mas ainda assim é uma alteração genética e não é contagiosa.

MITOS E VERDADES

A hemofilia é a falta de coagulação do sangue que acarreta em hemorragias, internas e externas. Se não cuidados, esses sangramentos podem tornar-se uma ameaça à vida ou causar deficiências físicas.

A mulher pode ser portadora da hemofilia.

A mulher pode ter o gene da hemofilia, mas sem manifestações. Assim, ela tem 50% de chance de gerar um filho hemofílico e 50% de chance de uma filha portadora.

A hemofilia pode ser contraída em qualquer idade.

A hemofilia é uma doença genética hereditária, por isso, quem tem já nasce com ela, mesmo que as manifestações da doença apareçam mais tarde.

A expectativa de vida dos hemofílicos é alta.

Hoje, com o tratamento disponível, feito de maneira correta, a expectativa de vida do hemofílico é praticamente a mesma que de pessoas não hemofílicas.

A pessoa com hemofilia pode sangrar até morrer.

Quem tem hemofilia não sangra mais que outras pessoas, apenas por mais tempo e nem todo sangramento é um risco à vida. Porém, sem o tratamento adequado, preventivo e imediato, os sangramentos podem causar danos.

A hemofilia é contagiosa.

Por ser uma doença hereditária, a única forma de transmissão é através dos genes de pais para filhos. Alguns casos não possuem a hereditariedade, mas ainda assim é uma alteração genética e não é contagiosa.

SIGA A APH NAS REDES SOCIAIS

SIGA A APH NAS REDES SOCIAIS

Comments are closed.